bg.jpg
logo.png

XVII CONGRESSO BRASILEIRO de OBSTETRÍCIA E GINECOLOGIA
da INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA e

CONGRESSO ONLINE da SOGIA-BR

PREVALÊNCIA DE GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA NO ESTADO DO AMAZONAS.

Autor: PATRICIA LEITE BRITO . Co-autores : Maria Laura Brunelli Innocenti, Bruna de Moares Moura

Palavras-chave:

INTRODUÇÃO: A gravidez na adolescência é um grave problema de saúde pública, com grande impacto no desenvolvimento socioemocional da paciente, e elevada a taxa de morbimortalidade nessa população. OBJETIVOS: Avaliar a prevalência do número de casos de gravidez na adolescência no Estado do Amazonas. MÉTODOS: Trata-se de um estudo retrospectivo, transversal, observacional e de abordagem quantitativa, realizado a partir de dados secundários obtidos do banco de dados do portal DATASUS, para gravidez na faixa etária de 10 a 19 anos, no período de 2015 a 2019. Foram avaliados o número total de nascidos vivos por faixa etária, o número de nascimentos por ano/por faixa etária e a procedência do nascimento. Com os resultados foram elaborados tabelas e gráficos na planilha do programa Excel. RESULTADOS: Na faixa etária de 10 a 14 anos observados a seguinte distribuição do número de nascidos vivos/ ano: 1.432 casos em 2015, 1.302 em 2016, 1.251 em 2017, 1.259 em 2018 e 1.248 em 2019. Na faixa etária de 15 a 19 anos, observamos a seguinte distribuição de nascidos vivos/ano: 19.762 em 2015, 18.134 em 2016, 18.323 em 2017, 17.931 em 2018 e 17.311 em 2019. CONCLUSÃO: Observamos a necessidade de oferecer recursos educacionais e atendimento médico na assistência primária de saúde, para prevenir a gravidez indesejada nessa população, assegurando um futuro reprodutivo saudável e no momento oportuno.

PATROCÍNIO
Logo_BayerCross_SEBEB_V_CMYK-NOVO.png
EUROFARMA_HORIZ_AZUL.png
theramax.png
GSK - bx.png
nn_logo_rgb_blue_large.png
Logo Organon - alta.png