• SOGIA

Consumo de carne vermelha associado à insuficiência renal

No estudo mais recente considerando os efeitos da carne vermelha na saúde, pesquisadores identificaram uma ligação entre carne vermelha e o aumento no risco de insuficiência renal.

O estudo vem em um momento em que números crescentes de indivíduos estão desenvolvendo insuficiência renal crônica (chronic kidney disease, CKD), com muitos progredindo para doença renal terminal (end-stage renal disease, ESRD).

As diretrizes atuais recomendam uma ingestão proteica restrita na dieta para ajudar no tratamento da CKD e retardar a progressão para ESRD. Para explorar esta relação, pesquisadores analisaram dados de 63.257 adultos no Estudo chinês sobre saúde em Cingapura (Singapore Chinese Health Study). 

Após um acompanhamento médio de 15,5 anos, os pesquisadores observaram que a ingestão de carne vermelha estava fortemente associada a um risco aumentado de ESRD de modo dependente da quantidade. Aqueles no quartil superior para consumo de carne vermelha tinham um risco 40% maior de desenvolver ESRD comparados às pessoas no quartil inferior. Os pesquisadores também observaram que substituir uma porção de carne vermelha por outras fontes de proteína reduzia o risco de ESRD em até 62%.

Não foi observada associação com a ingestão de aves, peixes, ovos ou laticínios, enquanto soja e legumes aparentavam ter um efeito levemente positivo, escreveram os autores no periódico Journal of the American Society of Nephrology.

Referências

Quan-Lan Jasmine Lew, Red Meat Intake and Risk of End-Stage Renal Disease. Journal of the American Society of Nephrology (JASN). 2016 July 14 [Cited 2016 July 14] doi: 10.1681/ASN.2016030248.

Fonte:

Jounal of the American Society of Nephrology

0 visualização

sogia@sogia.com.br

Alameda Olga, 422, conj 42.

Barra Funda. São Paulo. CEP 01155-040

Símbolo-da-marca.png