Page 9 - SOGIA_2007_3

This is a SEO version of SOGIA_2007_3. Click here to view full version

« Previous Page Table of Contents Next Page »

8

Revista da SOGIA-BR 8(3): 3-7, 2007.

Gravidez na adolescência

Resumo

Nas últimas décadas, ocorreram grandes mudanças culturais com maior liberdade sexual para os adolescentes, porém a educação sexual nas famílias não acompanhou essas transformações. Uma das principais causas do aumento de número de gestações na adolescência decorre do uso limitado de anticoncepcionais por falta de conhecimento, por achar que nada vai acontecer, pela dificuldade de acesso e até pelo próprio desejo de engravidar.

A gravidez na adolescência traz momentos de crise, interrupção dos estudos, perda de convívio com os colegas e aumento do número de abortos, o que gera seqüelas psicológicas e impacto sobre o futuro financeiro dessas famílias e do Estado. A Pesquisa Nacional sobre Demografia e Saúde de 1999 demonstrou que 18% das adolescentes do País tinham um filho vivo (14,3%) ou estavam grávidas (3,7%) e que a fecundidade é inversamente proporcional ao grau de instrução e nível socioeconômico. Para melhorar a história dos nossos adolescentes, o primeiro aspecto é perceber que a adolescência é um momento de mudanças e de crises e, assim, saber vivenciá-la. É preciso, ainda, pensar em programas de educação sexual nas escolas, com avaliações constantes, envolvimento de pais e professores e fácil acesso aos contraceptivos.

Abstract

In the last few decades great cultural changes with a bigger sexual freedom in the adolescents had occurred, however the sexual education in the families did not follow these transformations.

One of the main causes of the increase of number of gestations in the adolescents elapses of the use limited of contraceptive due to knowledge, to find that nothing it goes to happen, difficulty of access and until the proper desire of pregnancy.

Te pregnancy in the adolescents brings moments of crisis, interruption of the studies, loss of conviviality with the colleagues and increase of the number of abortions what it generates psychological sequels and impact on the financial future of these families and the state. Te National Research on Demography and Health of 1999, showed that 18% of the adolescents of the country had an alive son (14.3%) or was pregnant (3.7%) and that the fertility is inversely proportional to the degree of instruction and social-economic level. To improve the history of our adolescents the first aspect is to perceive that the adolescence is a moment of changes and crises and to know lives deeply them. Still, to think about programs of sexual education in the schools, with constant evaluations, envolvement of the parents and professors and easy access to contraceptives.

Na adolescência, a jovem passa por complexo processo de desenvolvimento, no qual sofre mudanças biológicas, psico-lógicas e sociais. Nessa fase, ela questiona sobre diversos valores de adultos, pais e professores, começa a conhecer seus próprios valores, seus sentimentos e sua auto-estima; nessa fase de transição, os amigos apresentam papel importante, porque estão vivendo as mesmas situações. Nesse período de desen-

volvimento, os impulsos sexuais e a função sexual começam a surgir de maneira muito forte, e o adolescente percebe a sexualidade como parte de seu dia-a-dia (Quadro 1) 4 . Assim, o adolescente inicia sua vida sexual cada vez mais precocemente.

Nas últimas décadas, ocorreram grandes transformações culturais culminando com o direito à liberdade sexual, novas

Claudete Reggiani 1

Revista da SOGIA-BR 8(3): 8-10, 2007.

Page 9 - SOGIA_2007_3

This is a SEO version of SOGIA_2007_3. Click here to view full version

« Previous Page Table of Contents Next Page »